Associação Comercial, Industrial, de Prestação de Serviços e Agropecuária de São Borja – ACISB

Contate-nos: (55) 3430-9595 Fax: 3430-1566
Horário: 8.00h as 12h - 13.30h as 18h, Sábado: 8h às 12h
Rua Dep. Olinto Aramy Silva, 1061, Centro, São Borja(RS)

Palavra do Presidente

UM IMPOSTO INJUSTO E ANTIÉTICO

10/8/2017

O que esperar do povo quando um governo não dá o bom exemplo? Imoral e antiético. Assim podemos definir a atitude do governo em aumentar as alíquotas do PIS/COFINS, resultando num inaceitável aumento dos combustíveis. Num momento em que a população paga um alto preço pela incompetência, além dos inúmeros atos irresponsáveis que levaram o país a uma das maiores crises já vivenciadas pelos brasileiros. A justificativa do governo é de comprometimento da meta fiscal do ano. Só nos meses de maio e junho, o caixa da União ficou em vermelho por R$ 49,17 bilhões, o que comprometeu a meta fiscal. Na prática, sabemos que não é bem assim, pois na realidade o Governo antecipa o pagamento das contas (precatórios), que só venceriam em dezembro, estimado em 20 bilhões. Ou seja, o valor real do déficit seria de R$ 29,17 bilhões e estaria dentro dos padrões orçamentários fixados no ano passado.

O aumento do imposto nos combustíveis e outros que poderão vir por aí não tem justificativa moral, considerando o seu destino que todos já sabem. Nos últimos dias, o Governo abriu as torneiras para irrigar o Congresso Nacional com recursos para emendas parlamentares em troca de apoio e evitar que as denúncias contra ele fossem autorizadas pelo Congresso. Não podemos aceitar mais a imposição de aumento de impostos, pois quem paga sempre é quem produz. Já está provado que dar mais dinheiro para quem não tem capacidade de gestão é jogar dinheiro no LIXO.

 

Artigo de opinião
WOLMI GOMES DE OLIVEIRA – Presidente da ACISB 2017/2019