Associação Comercial, Industrial, de Prestação de Serviços e Agropecuária de São Borja – ACISB

Contate-nos: (55) 3430-9595 Fax: 3430-1566
Horário: 8.00h as 12h - 13.30h as 18h, Sábado: 8h às 12h
Rua Dep. Olinto Aramy Silva, 1061, Centro, São Borja(RS)

Agricultura de Precisão em tempos de estiagem traz benefícios aos produtores

Agricultura de Precisão em tempos de estiagem traz benefícios aos produtores

Publicado em 30 de outubro de 2016

agricultura-de-precisaoAos olhos de quem não vivencia, falar dos benefícios da Agricultura de Precisão (AP) pode parecer algo exagerado. A comprovação vem do relato dos produtores rurais e consultores da área. Em culturas como a soja, por exemplo, o aumento de rendimento pode chegar a 15%. No arroz, além de proporcionar a redução do acamamento em função da aplicação de nitrogênio à taxa variável, o aumento na produtividade pode ser de até 18%. No milho, esse aumento pode ser maior do que 12%. E com o uso da taxa variável de semente, o produtor pode ter um ganho de 20% no rendimento da lavoura.
Esses são dados constatados pela Drakkar, que está no mercado há 10 anos realizando pesquisas e inovações voltadas para a Agricultura de Precisão, com atuação em cinco estados do Brasil (RS, GO, RR, MT e BA). Para o produtor rural de Santiago/RS e cliente Drakkar, Paulo Roberto Nicola, já no primeiro ano, a AP mostrava visualmente seus benefícios na uniformidade na qualidade da lavoura. “Tanto nas declividades acentuadas como em áreas mais planas era imperceptível qualquer diferença de produção. Outro grande benefício ocorreu em nossas pastagens que são integradas às lavouras, que além de acelerar a engorda nos propicia uma cobertura mais volumosa. Esse benefício foi observado na safra de 2012, quando a seca foi intensa e a palhada permitiu uma maior retenção de umidade no solo. Nossa média de produção foi bem superior a outras lavouras da região. Na média, em sete anos de AP obtivemos um acréscimo de 34% na produção e 15% na lucratividade. Houve um ganho que, inicialmente, não previmos, além da lucratividade, e nos resultou em uma terra altamente estruturada e mais valorizada”, salienta o produtor de soja gaúcho.
Em épocas de estiagem, a AP pode contribuir para que a produção não seja tão prejudicada, pois o solo que possui a fertilidade equilibrada permite que as plantas resistam mais às variações climáticas, sejam elas de umidade ou de temperatura. “Ao mesmo tempo, as plantas melhoram sua performance fitossanitária. As melhorias na fertilidade e no equilíbrio nutricional proporcionam ao longo do tempo uma maior estabilidade da produtividade”, relata o engenheiro agrônomo e vice-presidente da Drakkar Claudio Luiz Lemainski.
De acordo o produtor Marco Aurelio Botolli, da cidade de Correntina/BA, que investe há 10 anos em AP nas lavouras de soja e milho, “logo no primeiro ano já tivemos resultados excelentes no aumento da produtividade. Sendo constatado, no mínimo, 30% de aumento de produtividade. Percebe-se uma grande vantagem do uso da AP quando há muitos dias sem chuva. Mesmo a soja com 30 dias sem chuva, obtivemos uma produtividade média de 60 sc/ha. No milho, mesmo com 12 dias sem chuva, obtivemos uma média de 185 sc/ha na safra 2015/2016”.
AP e Gestão Estratégica da Informação
Juntamente do investimento em Agricultura de Precisão, é importante que o produtor cuide dos hectares mais preciosos de sua propriedade: o escritório. É nele que são tomadas as decisões mais importante do negócio, onde o produtor gere estrategicamente as tomadas de decisão. Para alavancar ainda mais a lucratividade dos produtores, a Drakkar lançou em 2015 o e-FARM, um sistema web que realiza a gestão agrofinanceira de precisão da propriedade.
Diferentemente de outros softwares de gestão agrícola, o e-FARM não parte do controle de entrada e saídas financeiras, e sim de um plano de manejo do que será adquirido e utilizado (planejamento agronômico). “É uma diferença sutil, mas que faz toda a diferença, pois o sistema ajuda na organização da propriedade primeiramente, sendo totalmente configurável à realidade de cada propriedade, onde contamos com uma base de mais de 50.000 produtos já cadastrados (cultivares, híbridos, fertilizantes e defensivos químicos – todos com suas marcas e recomendações técnicas)”, comenta o engenheiro agrônomo e presidente da Drakkar Alan Acosta.
Segundo o produtor Paulo Cesar Basso, da cidade de Jóia/RS, após o investimento em Agricultura de Precisão nas lavouras de soja, milho e trigo, o aumento de rendimento tem sido de 4 a 8%. “Agora estamos investindo no e-FARM a fim de otimizarmos o planejamento, saber custos e possibilitar decisões a longo prazo”, afirmou Basso.

Com informações de Grupo Cultivar